Ações do Projeto Na Trilha da Educação fortalecem parcerias com municípios

por | nov 23, 2021 | Notícias | 0 Comentários

A pedagoga do Cendhec, Paula Ferreira, juntamente com a prefeita de Camaragibe, Nadege, o Secretário de Educação Mauro José e a gestora da Escola Municipal São José, Maria Libertina de Souza

Nos últimos trinta dias, entre os meses de outubro e novembro, o projeto “Na Trilha da Educação. Gênero e Políticas Públicas para Meninas”, iniciativa do Centro Dom Helder Camara de estudos e Ação Social, Cendhec, com apoio do Fundo Malala, consolidou parcerias e incidências nos municípios de Camaragibe, Igarassu e Recife.

No dia 22 de outubro  o projeto Na Trilha da Educação firmou cooperação com o município de Camaragibe, através da assinatura do termo de parceria com a prefeita Nadege. Na ocasião estiveram também presentes o Secretário de Educação, Mauro José e a gestora da Escola Municipal São José, Maria Libertina de Souza Monteiro.

A pedagoga do Cendhec e ativista pela educação do Fundo Malala, Paula Ferreira, também esteve na cerimonia de assinatura do documento e ressaltou a importância do momento para o projeto: “ Há um reconhecimento institucional de um trabalho muito importante na educação pública com recorte de gênero. Como ponto fundamental na luta para não aprofundar as desigualdades de gênero. Quando a gente tem uma assinatura que reafirma o compromisso de diálogo e abertura para que possamos fazer uma pesquisa e fortalecer as meninas e profissionais é muito relevante. O reconhecimento da gestão municipal é fundamental nesse processo”. 

Para a gestora Maria Libertina a iniciativa traz consigo um novo olhar fortalecedor para a educação: “Percebo o quanto a colaboração do projeto é fundamental na escola quando vemos  que as meninas estão em um processo de empoderamento, de consciência de seus direitos,  o que só contribui para o processo de aprendizagem”. Para Mauro José  “o papel da educação vai muito além dos muros da escola”. O secretário de educação do município também ressaltou a relevância da iniciativa para dimensionar a situação das jovens de Camaragibe. “Projetos como esse do Cendhec  ajudam na construção da política pública de educação do nosso município” pontua.

Incidência política para fortalecer educação pública

Na foto, equipe do Cendhec no projeto Na Trilha da Educação com vereadoras/es e os representantes da sociedade civil Carlos Axé e Edmário Jobat na Camara de Igarassu.

No último dia 18 de novembro, quinta-feira, a equipe do projeto Na Trilha esteve em reunião na Câmara de Vereadoras e vereadores de Igarassu. A convite da presidenta da casa, Érica Uchoa, a pedagoga Paula Ferreira apresentou o projeto ao legislativo e apontou o principal objetivo do encontro: a incidência política, através do Plano plurianual, para a efetivação de políticas públicas que enfrentem a desigualdade de gênero na educação pública e fortaleçam as meninas e adolescentes do município.

Apresentando dados concretos coletados  em  pesquisas recentes  de instituições como Unicef, Plan Internacional, IBGE, IPEA, Oxfam  e Malala Fund, a pedagoga Paula Ferreira trouxe o contexto dos casamentos infantis, trabalho infantil doméstico, violência sexual e  evasão escolar dentro dos  recortes de gênero, classe social e raça e como esse quadro  implica negativamente  para  o desenvolvimento de meninas no mundo e no Brasil. Dentre os números alarmantes a pedagoga destacou : “No Brasil o trabalho infantil doméstico  atinge principalmente meninas, representando 94% do total, sendo 73% negras, segundo dados trazidos pela Plan Internacional em 2020. Isso evidencia um grave quadro de desigualdade de gênero que impede de forma brutal que as meninas, sobretudo negras e periféricas, acessem e permaneçam na escola com qualidade de vida”.

Paula também destacou a importância de se estruturar políticas públicas com um olhar efetivo para meninas,  no sentido de fortalecer a educação pública municipal :” o machismo é estruturante e é através das políticas públicas que podemos, de fato, enfrentar esses problemas e garantir o empoderamento feminino”.  Destacou também em sua fala a participação da sociedade civil igarassuara neste processo de incidência com a qual o projeto vem dialogando e construindo propostas.

O vereador Maguila ressaltou a importância da proposta em trazer o recorte de raça: “O recorte de raça é fundamental para que o Brasil possa  fazer a reparação histórica tão necessária para o povo negro, que sofre até hoje com o racismo. Eu, como homem negro, só tenho a parabenizar o Cendhec pela iniciativa”.

Durante a reunião a Secretária de Educação de Igarassu, Andreika Asseker ,  pontuou que a partir da efetivação do projeto no município os resultados devem ajudar a entender as principais necessidades das jovens da região: “ Com os dados que o Cendhec vai trazer a partir da realização da pesquisa nas nossas escolas municipais, nós vamos poder entender melhor as demandas  das meninas, e como podemos trabalhar mais intensamente para assegurar que nossas estudantes permaneçam na escola”.

Reverberando os sentidos do projeto

No próximo dia 30 de novembro, das 10h00 às 12h30, o Cendhec realiza, com apoio do Malala Fund e  em parceria com o Conselho Municipal de Educação do Recife, a formação ” Interseccionalidade  e Educação Pública. Classe, Raça e Gênero por uma escola transformadora”. A ação será ministrada pelas ativistas do Fundo Malala e pedagogas Benilda Brito e Paula Ferreira.  O evento  é voltado para formação de Conselhos Municipais de Educação  e tem como objetivo fortalecer  o combate às desigualdades de gênero, raciais e de classe social na educação pública. A atividade será feita de forma híbrida, via zoom meet do CME/Recife  com transmissão pelo youtube do Cendhec e presencialmente no Centro de Formação Paulo Freire, localizado no bairro da Madalena, no Recife.

Share This